domingo, 1 de junho de 2014

Colégio Impacto - Tijuca - RJ - Professor Roquette - Homenagem.

COMUNIDADE DOS EX-ALUNOS DO COLÉGIO E CURSO IMPACTO (Só dá IMPACTO!) - FILIAL TIJUCA.

OS NOSSOS AXIOMAS:

1) "Cobra que não se mexe não engole sapo";
2) "Sou burro mas não sou cego";
3) "O ótimo é inimigo do bom."
4) "se podemos simplificar, prá que complicar?"

Se vc teve aula com o Roquette, Zé Ricardo, Reinaldo, Cachaça, Noronha, Jaime e outros.

Se vc passou seus sábados ou domingos ouvindo sermões do Roquette, fazendo as provas do Zé Ricardo e fazendo o TD durante a semana, vc faz parte do nosso time!!!!

Originalmente:  Rua Desembargador Isidro, 68 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

Homenagem ao grande educador - professor Roquette, falecido no dia 03 de maio de 2014 (conforme informações do Facebook), um sábado.  Missão cumprida.

Com nosso respeito e gratidão.  Grande líder!

47 comentários:

  1. bons tempo.... será que consigo as apostilas daquela epoca?

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho algumas, em alguns lugar aqui, de matemática...vou procurar.

    ResponderExcluir
  3. Hoje, sou Capitão-de-Fragata, da MB, com muito orgulho, graças as motivações impostas pelo Titio Roquette e Cia.
    Não esqueço até hoje os três axiomas fundamentais que procuro sempre passar para os meus alunos.
    Obrigado, Coronel, onde você esteja, por ter transformado um bostinha em um profissional, instrutor e pai de família (Impacto 1989).
    Alexandre Ferreira BARBOSA (FOSSA)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena que o Roquete foi embora estudei com minha irmã lá a Patrícia. Me chamavam de arroz achando que eu namorava a minha irmã kkkkkk

      Excluir
  4. Lembro-me dessa época com muito carinho! Conheci o Professor Roquette, ainda fardado, dando aulas de matemática para a minha turma, na sexta e sétima séries do Colégio Militar do Rio de Janeiro, em 1977...vim a reencontrá-lo alguns anos mais tarde, na turma preparatória do IME/ITA (Curso Impacto). Quanta sabedoria, tantos ensinamentos...precisamos de milhares de Professores Roquetttes, para mudarmos a educação e a história deste país. Saudades eternas, Professor! "se não sabemos, então: sabemos!"

    ResponderExcluir
  5. estudei no ano de 1999 no Impacto da Tijuca e agora estou precisando de um historico do segundo grau , alguém sabe algum contato ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, conseguiu seu histórico ? Estou agora no mesmo caso, só que estudei no Impacto de Copacabana. Valeu !

      Excluir
    2. Tb estou com o mesmo problema... presiso do meu histórico escolar e não tenho ideia de como conseguir....

      Excluir
  6. Estudei no Curso Roquette nos anos de 1999, 2000 e 2001. Lá deixei de ser um pintinho e virei um galo(segundo o próprio Roquette, em alusão ao meu sobrenome Pinto). Inesquecível e inigualável. Levo seus ensinamentos comigo até hoje. "Hei de vencer"! Descanse em paz, mestre!

    ResponderExcluir
  7. Hei de vencer!
    Fiz parte dessa turma com muito orgulho!
    Estudei em 84/85...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também.. Impacto Sul, na Xavier da Silveira, de 85 a 85..

      Excluir
  8. Preciso de uma ajuda de vocês. Eu fiz o terceiro ano e pre vestibular no Impacto da Freguesia no ano de 1984. Estou com problemas para ter meu diploma da faculdade pois meu certificado de segundo grau não consta a publicação no Diario Oficial.
    Já perdi promoção na empresa que trabalho por não ter o diploma de nivel superior, sendo que sou formada. Mas agora o problema é mais serio, pois se eu não apresentar meu diploma serei demitida, sendo que estou viuva há 15 dias e não posso de jeito nenhum perder minha fonte de renda. Por favor, me deem uma orientação de como posso obter essa publicação do Diario Oficial.
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure a secretaria de educação de seu estado e também do município para se orientar. Todo colégio é obrigado a registrar as informações na secretaria de ensino do município/estado.

      Excluir
    2. Toda escola autorizada na época que o aluno estudou e concluiu o ensino médio basta procurar a Secretaria de Educação do Estado , por intermédio de seus braços que dependendo do Estado tem um nome (Diretoria Regional de Ensino, Superitendência Regional de Ensino, Núcleo Regional de Ensino, etc..) que ela deverá fornecer ao aluno a 2ª via do certificado de conclusão do ensino médio porque guarda toda a documentação acadêmica da escola que fechou suas portas.

      Excluir
  9. Fui aluno do grande mestre Roquette e tenho muita gratidão àquela família.

    Gostaria de obter algum contato da professora Denise, viúva do professor Roquette.

    Eles formaram as bases de milhares de histórias de sucesso.

    Na última vez em que estive no Rio fui procurá-la no PH da Tijuca, mas fui informado de que ela já não trabalhava mais. Também me disseram que o grande professor Moacir havia falecido.

    Hoje moro e trabalho em Brasília, mas todas as vezes em que vou ao Rio procuro pela Denise, a quem sou infinitamente grato, mas não tenho mais pistas para encontrá-la.

    Se alguém puder me ajudar, pretendo visitá-la, saber como ela está e recordar os bons tempos de convivência e história construída com primor.

    ResponderExcluir
  10. Certa vez, o professor Roquete se apresentou aos alunos da sala VIP da unidade da Tijuca, com a seguinte pergunta: vocês pensam que estão aqui porque são gênios? porque são inteligentes? porque detestam decoreba?
    Se pensam que estão aqui por algum destes três motivos, eu vou lhe dar um conselho: aqui ao lado há um banheiro, vá até lá e deixe toda a sua genialidade e toda a sua inteligência e volte para que comecemos a nossa primeira aula de matemática; vamos ter como ponto de partida o fato de que a matemática é a disciplina mais decoreba que existe.
    Por mais que eu goste de provas em matemática, devo admitir que se o que foi provado não se incorporar ao nosso dna como algo que sabemos sem ter que pensar muito, a matemática não anda.
    Obrigado, mestre pela aula de humildade, de que tanto necessitávamos.

    ResponderExcluir
  11. Meu nome é Alexandre Guimarães ex aluno do Colégio Impacto de 95. Estou precisando reconhecer firma das assinaturas do Professor Reinaldo Pavario e a secretaria. Pois preciso fazer o apostolado de Haia. Alguém pode me ajudar. Obrigado

    ResponderExcluir
  12. Olá, tb com o mesmo problema, diz requerimento a Seeduc e depois de 1 ano me responderam q não tem nenhum registro, estou muito aflita com isso, alguém já passou por isso com sucesso?

    ResponderExcluir
  13. Prezados . Sou formado em 1998 e nao consigo um comprovante de conclusao do ensino medio. Algum de voces sabe o caminho para conseguir ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Bruno, leia as mensagens anteriores, sua resposta está lá.

      Excluir
  14. Prezados colegas do Impacto, Sou Jomar, fui aluno IME/ITA em 1977,tive o privilégio de ter aulas com a equipe formada pelo grande mestre Roquette, Reinaldo, Sérgio, Nehab, Brandão, entre outros.As aulas eram primorosas e o ritmo bem puxado, hoje desenvolvi os três axiomas originários e os ampliei para nove em homenagem ao Mestre Roquette. Minha filha teve o privilégio de ter aula com ele no Colégio e Curso Roquette, nem nas faculdades que fiz tive aulas tão primorozas. Descanse em paz querido Mestre e que seu trabalho no ensino deste país frutifique.

    ResponderExcluir
  15. Prezados colegas
    Fui aluno do Roquete , também na turma de 1977 , e hoje também leciono , e sempre falo para os meus alunos seus axiomas : ... faltou o "Se eu não sei então eu sei"
    Com certeza ele deixou muitos seguidores !!!

    ResponderExcluir
  16. Prezados . Sou formado em 1988 na unidade de Freguwsia/Jacarepagua, onde o diretor Reinaldo cuidava, e nao consigo um comprovante de conclusao do ensino medio. Algum de voces sabe o caminho para conseguir ? Pois na secretária de educação não achou nada!

    ResponderExcluir
  17. Fiz Impacto em 1979 e ingressei no IME no ano seguinte. Segui em frente na profissão, sempre lembrando da "impactante" experiência vivida nas aulas do "Titio" Roquette e sua equipe de professores. Em 2008, por um acaso, eu estava na Praia Vermelha em um dia de concurso do IME. Avistei, ao longe, uma figura conhecida, de terno e guarda-chuva, aguardando a saída dos candidatos. Aproximei-me para cumprimentá-lo. Eis que ... Ele se lembrou do ano q eu fiz o concurso!!! Assombroso!!! Haja memória!!! Segundo ele, sorrindo, nada demais... "Como eu poderia esquecer um de meus campeões?" Que Deus o tenha saudoso professor.

    ResponderExcluir
  18. Após o Impacto, em 1986, fiz prova para a academia d.Joao VI.
    Sou coronel da PM, e fiz outro curso superipr, Direito na PUC.
    Muito obrigado aos professores do Impacto.

    ResponderExcluir
  19. Bons tempos! Foi a metodologia que funcionou. Pena que a geração de hoje não aguenta mais aquela batida. Sou muito grato! Impacto 1994 - Tijuca.

    ResponderExcluir
  20. Fernando, você estudou com Clarisse e com a Beth no terceiro ano em 1977 no Impacto da Tijuca? Pois é, eu sou a Beth. Era seu pai que tinha uma papelaria na mesma rua do curso ? Se é voce, estou precisando do contato da Clarisse. Voce tem o contato dela ? Sei que hoje ela é cirurgiã e que até a pouco tempo morava ainda na rua Desembargador Isidro. Meu facebbook é elizabethbbrito@gmail.com Por favor, entre em contato comigo.

    ResponderExcluir
  21. Acabar com uma unidade escolar é um crime!!! .Pode ser particular ou pública

    ResponderExcluir
  22. Era diferete,existia um professor que era nosso pai que não tivemos.
    .

    ResponderExcluir
  23. Fui aluno da IME2 em 1987 e hoje sou CMG da MB. Bons tempos.

    ResponderExcluir
  24. Deixando aqui um alo pra todos.
    Fiz a IME/ITA de 1989, aquele ano foi um divisor de aguas na minha vida intelectual e capacidade de analise.
    Se alguem tiver o link para as apostilas (famosos TD), agradeco.

    ResponderExcluir
  25. Lembranças primorosas de uma saudosa época em que, por escolha, "escorregavamos na merda, pra cairmos de boca no doce" ao fim do ano... seus 4 Axiomas (em qq ordem) são poderosas ferramentas pra abordarmos com b sucesso os desafios e as dificuldades que nos impõem nesse país ainda debilitado educacionalmente e politicamente. Descanso justo de um Guerreiro, cel. de Arma Montada, Líder Motivational e disciplinador incurável... Verdadeiro Mestre-Escola! Fique em Paz. Nos encontraremos mais tarde, caro Professor e Irmão de alma! Forte Abç,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui Aluno do Impacto Tijuca em 1987 (aprovado IME) e em 1989 (aprovado IME e ITA). Forte Abç aos Samurais do Roquete!

      Excluir
  26. Fui aluno da turma IME/ITA de 89. Foi um belíssimo treinamento para a vida. Roquete resgatou muito aluno vagabundo, como eu rsrs
    Devo muito aos seus ensinamentos, sua metodologia (TDzinho pra fora) ...
    Enfim, um mestre à altura da grandeza de nosso país.

    ResponderExcluir
  27. Fui aluno do impacto turma 1993 na Tijuca-RJ e tenho ótimas lembranças do tempo que os jovens tinham algo mais importante para fazer do que usar drogas, bebericar e viver no ócio. Estudávamos para valer, com a esperança de um brilhante amanha, junto dos professores Sérgio (fisica), Roquete (Matematica - falecido), Jose Ricardo (trigonometria e álgebra), Licinio Ribeiro Viana (quimica - falecido), Claudio da Costa Pereira Brandao (Desenho) e outros que nao recordo o nome agora, mas eram igualmente importantes, diria, fundamentais. Eram o que os franceses dizem "la crème de la crème", a nata da nata. Professores fenomenais, basta comparar o nivel de professores dos dias atuais e tenho uma certa dó da nova geração de profissionais. Há poucas semanas joguei uma caixa inteiramente fora contendo todos os TDs e todas as resoluçoes dos TDs, inclusive provas da AFA, IME, ITA, EpCar. Formei-me na area de exatas, em engenharia e achei que um dia iria usar este material. Quase 30 anos depois, nunca usei. Vi nos comentarios que tinha gente querendo. Infelizmente nao sabia da existencia deste post, senao eu doaria tudo. Porém, nem tudo sao flores. Aprendíamos matematica como se fossemos competir na Olimpiada. Fisica, era quase do nivel do Saraeva (Ed Mir Moscou). A quimica, eu estudaria na faculdade no segundo semestre o que eu havia visto nas aulas ofertadas para a turma do "Clube do Bolinha". A crítica é que todo mundo sabe que o estudo no Brasil é um verdadeiro descalabro. Sao os proprios exames de vestibular que revelam a ignorancia da moçada. Vestibular nas grandes escolas militares e faculdades era apertado, difícil, de alto nível e era o jeito que as universidades e centros de ensino superior encontravam para corrigir o fracasso da educaçao. E agora, o ENEM. Ah, nemmmmm. Entram bem pior do que as turmas de outrora, que tinham que fazer cursinho e estudar até de madrugada, todos os dias, para fazer prova simulada as 7h da manha todo domingo em Copacabana. A ignorancia dos alunos do século XX reflete tambem a ignorancia do sistema, que apesar de nos ter brindado com excelentes professores no Impacto, todos eles foram adestrados, todos foram vítimas do treinamento para a repetiçao, a decoreba e a ausencia quase completa de aplicaçao pratica. Calcular a velocidade do eletron, encontrar a reta que corta um paralepipedo em um angulo de 5 graus e 11 minutos e muitas outras loucuras sem sentido ou totalmente fora de contexto pratico (90 % da população) colocam todas as geraçoes de 2020 a 1955 no mesmo balaio. Ninguem aprendeu a gostar de estudar, de pensar para construir algo útil. Foi precisamente isto que os vestibulares destruiram, colaboraram para criar toda uma geração responsável pela situação calamitosa a que chegamos. Somos quase robos de repeticao. Pensar, pra que? O modelo de educação do Brasil se baseou a enformar, por na forma, como se faz com o pao. Formam-se pequenos soldadinhos que recebem desde cedo o selo da republica do voto, para depois sairem contentes gritando "viva a democracia". Pensar, pra que? Daqui a poucos dias teremos eleição democratica. Analisemos, por exemplo, a situaçao de Belo Horizonte, capital de Minas. Lá tem 9 regionais (cidade dividida em 9 porçoes) e os cidadaos vao votar para apoiarem este regime de 45 vereadores que serao eleitos para comandar BH (repetindo: 45 vereadores para 9 regionais), ganhando cada um 17 mil com direito a aposentadoria integral. Quem viu alguem questionando em sua cidade, defendendo outro modelo de gestao, menos corrupto e mais voltado para o coletivo, levante a mao. A educaçao é a mae das outras profissoes. Falhar com a educaçao, dá nisso aí. E, no final, quando voce perder a esperança, vem a suprema corte da justiça para te dar uma bela bofetada em sua cara de burro e te dizer "Recebo auxilio moradia de 5 mil reais sim. Pode até ser imoral, mas está dentro da lei".

    ResponderExcluir
  28. Sensacional! Faltou falar também do Brandão. Excelentes lembranças. E as frases do TD alguém lembra? Qual era a cor do giz que ele adorava? Abraços. Fiz Impacto em 1989.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estudamos juntos ! André Souza Lima

      Excluir
    2. Quando o Amaury ia apagar o quadro, a galera gritava: Amauryyyyyy. Pega aqui ! kkkk

      Excluir
  29. Fiz a TURMA IME ITA em 1988 e 1989. Com Roquette (cálculo), Zé Ricardo (Trigonometria), Brandão (Desenho - é triviaaaaaaaallll), Reinaldo (Álgebra, números complexos, polinômios), Licínio (Químic), PC (Literatura), Bernardinho (Ótica e Hidro dinâmica), Perry (Literatura), Marcos (Química Inorgânica), Borges (Geometria), Heraldo (Eletricidade), Amiguinho (Aluno do IME e dava aulas de álgebra básica), Raplh (Tb aluno do IME e Professor de Matemática. Gênio e dono de 2 primeiros lugares e Olimpíadas Mundiais de Matemática, sendo uma com grau 10), o Feltre (Química Inorgânica - não lembro do nome dele mas o cara sabia todos os Feltres de cor). Tinha o Amaury que controlava a frequência e limpava os quadros negros. OS AXIOMAS do ROQUETTE:
    1) "Cobra que não se mexe não engole sapo";
    2) "Sou burro mas não sou cego";
    3) "O ótimo é inimigo do bom."
    4) "se podemos simplificar, prá que complicar?"

    ResponderExcluir
  30. Bons tempos... recordo com saudosismo o grande mestre Roquette e sua equipe de mestres do mais alto gabarito que contribuíram, em muito, para que chegássemos onde estamos. Felizes os que foram seus alunos. IME - ITA 1990.

    ResponderExcluir
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  32. Sou da IME-ITA 1989. Que saudades !!! Ralávamos muito, não tinha final de semana, prova todo domingo, aula praticamente o dia inteiro, mas nunca tive professores como aqueles. Faria tudo novamente.
    P.S.: Até o louco do Amaury tinha um pouco gênio, pois depois de 2 semanas de aula ele já decorava os números de presença de todos. Bastava ele nos olhar e marcava o número.

    ResponderExcluir
  33. Cursei a Turma IME 1982 Impacto Tijuca. Esse ano marcou a minha vida, inclusive pessoal. Minha primeira namoradinha era da Turma especial da Tijuca. Morava na Zona Sul, mas a conheci lá. Cursei Engenharia Química na UFRJ. Além do Roquete, Zé Ricardo, Brandão, Borges, Sérgio, Reinaldo, Rocco (Quim. Orgânica), eu me lembro do falecido Silva Mello, professor de Química Geral e Físico-Química. Era época de disputa ferrenha entre o colégio Impacto e o colégio Pentágono nos vestibulares do IME e do ITA.

    ResponderExcluir